A instituição Royal College of Physicians(RCP) emitiu uma declaração oficial sobre a sua posição em relação aos cigarros electrónicos. Surpreendentemente, os cientistas da RCP se posicionaram em sua maioria a favor do cigarro eletrónico como uma alternativa mais segura do que o tabaco. Os cientistas da RCPO concluiram  "os e-cigarros são muito menos perigosos do que o tabaco."

Não há como negar o fato de que a maioria das doenças e mortes relacionadas ao tabaco é o resultado direto dos constituintes do fumo do cigarro, e não da nicotina que se inala.

Abaixo listamos alguns dos pontos mais importantes das declaroções feitas pelos cientistas da RCP:


Consumo de Nicotina  - A RCP afirma que o"os efeitos da nicotina inalada são baixos". Isto é evidenciado pelo fato do inalador de nicotina já estar aprovado para uso médico e não é associado com quaisquer efeitos negativos para a saúde a longo prazo.


Baixo Perigo - Os cientistas afirmaram que qualquer produto que reduz o hábito de fumar deve ser muito bem-vindo. Eles incluem os cigarros electrónicos como um deles. A RCP concluiu que o cigarro eletrónico  é uma alternativa menos perigosa que o tabaco.


Baixo Risco - Os cigarros electrónicos apresentam um"risco relativamente pequeno para o usuário" quando este inala a nicotina. Esta é uma declaração surpreendente quando contrastada com opiniões negativas de opositores dos cigarros electrónicos.


Vaporizar Passivamente -Finalmente, a RCP abordou a ideia do "vaping passivo", ao explicar que a exposição ao vapor do  e-cigarro é muito menos perigosa do que a exposição ao fumo do cigarro.


Estamos muito satisfeitos em saber que a Royal College of Physicians apoia o cigarro electrónico, e  para nós,  da VAPO, isto é um grande avanço. Recomendamos que leia mais sobre a declaração da RCP aqui: https://www.rcplondon.ac.uk/press-releases/rcp-statement-e-cigarettes